Archives

Filtro 

  • TUBARÃO MARTELO TEM 88 MILHÕES DE BOE RECUPERÁVEIS

    As reservas de Tubarão Martelo, operado pela OGPar, na Bacia de Campos, são de 88 milhões de barris de óleo equivalente (boe) recuperáveis, de acordo com estudos da DeGolyer & MacNaughton. A produção é feita por meio do OSX-3 e foi de 9,5 mil ...
  • CONTRATAÇÃO DO FPSO DE ATLANTA É ADIADA PARA O FIM DO ANO

    A QGEP postergou a contratação do FPSO de Atlanta para o fim deste ano, com o objetivo de aumentar a concorrência pela unidade. Em conferência com analistas, realizada, nesta quinta-feira (14/8), executivos da QGEP explicaram que foi ampliado o prazo ...
  • SINAVAL DEFENDE MODELO MAIS DINÂMICO PARA CONSTRUÇÃO DE PLATAFORMAS

    O Sindicato Nacional da Indústria da Construção e Reparação Naval e Offshore (Sinaval) alerta para necessidade planejamento do setor para a construção de plataformas de produção de petróleo nos próximos 15 anos. O debate sugerido visa atender ...
  • FÔLEGO RENOVADO – APOIO MARÍTIMO

    Possível rodada extra do Prorefam e oportunidades fora do Brasil animam armadores de apoio marítimo Os armadores estão atentos às oportunidades de afretamento de embarcações de apoio no Brasil e em outros mercados. Enquanto a Petrobras não anuncia...
  • JAPONESES AMPLIAM INVESTIMENTOS NO BRASIL

    Durante a feira marítima Marintec/Navalshore, no Rio, estão sendo intensos os contatos entre empresários brasileiros e internacionais. A mostra reúne expositores de 17 países, que estão estabelecendo associações e fazendo negócios. A Zona Franca ...
  • INDÚSTRIA NAVAL BRASILEIRA PRECISA DE UM NOVO MODELO DE NEGÓCIOS DEFENDEM ENTIDADES DO SETOR

    Para o Sinaval, Abenav e Abeam, as mudanças são essenciais para que haja uma participação concreta e eficiente da indústria nacional O Sindicato Nacional da Indústria da Construção e Reparação Naval e Offshore (Sinaval), a Associação Brasilei...
  • BRASIL SERÁ UM GRANDE EXPORTADOR PREVÊ SHELL

    Thomas, estrategista da Shell: "Os volumes do pré-sal brasileiro serão necessários para atender a crescente demanda até 2030" A participação brasileira na produção mundial de petróleo deverá alcançar cerca de 5% em meados da próxima década, ...
  • GOVERNO E LIDERANÇAS EMPRESARIAIS QUEREM AMPLIAR COMPETITIVIDADE DA INDÚSTRIA NAVAL

    Aumentar a produtividade e consequentemente a competitividade internacional da indústria naval brasileira, que hoje já é a quarta carteira de encomendas de embarcações e a terceira de petroleiros do mundo. Este é o consenso de lideranças governamen...
  • ÁGUAS AGITADAS

    Depois de anos de euforia, trazida pela chuva de encomendas e investimentos do setor de petróleo e gás, parte da indústria naval brasileira enfrenta agora águas turbulentas. No Rio de Janeiro, o estaleiro Eisa, do grupo Synergy, em crise financeira, p...
  • PETROBRAS ANUNCIA DESCOBERTA EM POÇO DA ÁREA DE JÚPITER

    A perfuração do poço Apollonia comprovou a extensão da descoberta da área de Júpiter, localizado no bloco BM-S-24, no pré-sal da Bacia de Santos. As amostras de fluidos coletadas apresentaram características semelhantes às encontrados no poço pi...
  • BG BRASIL RECEBE AUTORIZAÇÃO PARA VENDA DE 25% DE BLOCOS DA BACIA DE BARREIRINHAS

    Uma ata da Agência Nacional do Petróleo (ANP) revelou que a BG Brasil recebeu autorização da autarquia para venda de 25% de quatro blocos da Bacia de Barreirinhas, arrematados na 11ª rodada, para a tailandesa PTTEP. Somados, os quatro blocos totaliza...
  • QGEP PREVÊ FECHAR 2014 COM INVESTIMENTOS DE US$ 125 MILHÕES

    O presidente da Queiroz Galvão Exploração e Produção, Lincoln Guardado, prevê que os investimentos aplicados nos projetos da empresa devam somar US$ 125 milhões em 2014, com previsão de alcançarem US$ 130 milhões em 2015. O lucro do segundo trim...
  • IMPASSE NA DESTINAÇÃO DE RECURSOS DE P&D PARA FORNECEDORES

    Prevista para ser publicada no dia 25 deste mês, a resolução que vai regulamentar a destinação de recursos da participação especial para fornecedores da cadeia de petróleo e gás está sendo questionada por operadoras e universidades. A discussão...
  • CASCO DA REPLICANTE P-70 VAI PARA O DIQUE SECO AINDA ESTE ANO

    O casco da P-70, quinto FPSO replicante da Petrobras, deve entrar no dique seco do estaleiro Ecovix até o final deste ano, logo após a conclusão da conversão do casco da P-69, que ocorre desde meados de abril. As informações são da Engevix, empresa...
  • CONSTRUÇÃO DOS MÓDULOS DOS REPLICANTES PERMANECERÁ COM A IESA

    A Iesa Óleo & Gás manterá o contrato que prevê a construção dos módulos para os oito FPSOs replicantes da Petrobras (P-66 a P-73). A empresa chegou a um acordo com a Andrade Gutierrez, para, em conjunto, dar continuidade às obras em seu estale...
  • ODEBRECHT OFERTA TAXA DE US$ 543 MIL PARA FPSO DE LIBRA

    A disputa pelo afretamento do FPSO de Libra foi bastante apertada no que diz respeito aos preços. Segundo apurado com exclusividade pelo EnergiaHoje, a Odebrecht apresentou uma taxa diária de US$ 543.586, seguida pelo consórcio Schahin/Modec, com US$ 5...
  • PRÓXIMAS LICITAÇÕES PARA CONSTRUÇÃO DE GASODUTOS EXIGIRÃO CUMPRIMENTO DE CONTEÚDO LOCAL

    Em resolução publicada no Diário Oficial da União, a ANP informou que as próximas licitações para construção ou ampliação de dutos terão percentuais mínimos estabelecidos de conteúdo local. Segundo a agência, após a publicação do pré-ed...
  • PRODUÇÃO DE PETRÓLEO NO BRASIL ELEVA LUCRO DA BG

    A petroleira britânica BG Group divulgou os números do seu segundo trimestre, com especial destaque para as receitas e lucros operacionais, chegando a marca de US$ 5,501 bilhões, um crescimento de 26%. Já o lucro líquido ficou em US$ 1,367 bilhão, c...
  • LABORATÓRIO DA USP CONTARÁ COM INVESTIMENTOS DE PETROBRÁS, STATOIL E BG EM PESQUISAS VOLTADAS À PRODUÇÃO NO PRÉ-SAL

    Em fase final de construção no campus da Escola de Engenharia de São Carlos (EESC), da USP, o Laboratório de Escoamentos Multifásicos Industriais (LEMI) fará pesquisas voltadas às atividades de exploração e produção de petróleo e gás no pré-...
  • PLATAFORMA DA PETROBRÁS RETOMA PRODUÇÃO APÓS INCIDENTE

    A plataforma da Petrobrás PNA-1, que ontem sofreu uma parada na produção após um incidente, voltou a operar normalmente no campo de Namorado, na Bacia de Campos. O Sindipetro Norte Fluminense informou que a unidade apresentou dois problemas na quarta-...
 

Login Form