Petrobras pode lançar novo bid integrado para Libra

A Petrobras encerrou, na última semana, uma RFI (Solicitação de informações, na sigla em inglês) para subsidiar a elaboração de um edital para contratar uma embarcação de apoio marítimo, serviços submarinos, de fornecimento de combustível e portuários para Libra, no pré-sal da Bacia de Santos.

Se lançada, a licitação deve seguir modelo semelhante ao do bid que é atualmente promovido pelo Consórcio de Libra para contratar serviços integrados de apoio aéreo, marítimo e portuários para o empreendimento.

Na RFI, a Petrobras explica que o escopo total do possível processo de contratação é composto por três escopos.

O escopo A prevê o afretamento de uma embarcação multipropósito (MPSV) equipada com ROV (robô subaquático de operação remota) para instalar equipamentos submarinos e prestar serviços de inspeção, manutenção e comissionamento subsea em lâmina d’água de até 2,5 mil m.

No escopo B são requeridos serviços de intervenção submarina com ROVs (2,5 mil m) e com mergulhadores (30 m); içamentos, movimentações de cargas, instalação de equipamentos submarinos com guindaste; e de fornecimento de combustível para a embarcação do primeiro escopo.

A empresa prestadora de serviços deverá fornecer estrutura técnico-administrativa onshore, equipe offshore, ferramentas para as operações, consumíveis utilizados na operação (diesel, água, lubrificantes) e base de operações para troca de turma e teste/embarque de equipamentos submarinos.

Já o escopo C prevê a disponibilização e operação de berço portuário para carga e descarga de equipamentos e insumos offshore; içamento; movimentação e armazenagem de cargas portuárias; e disponibilização de áreas para movimentação e armazenagem de cargas e para realização de testes em equipamentos submarinos.

As contribuições recebidas na RFI ajudarão a Petrobras a definir o modelo de negócios final da licitação, que poderá ser totalmente segregado (escopos A, B e C fornecidos por meio de contratos distintos), ou parcial ou totalmente integrado (fornecimento total por meio de contrato único).

A data esperada para início do contrato é janeiro de 2021, com duração de três anos. As atividades deverão ser executadas a partir do estado do Rio de Janeiro, com conteúdo local de 40%.

Se lançada, a concorrência deve permitir a formação de consórcios, assim como aconteceu no caso da  licitação de logística de Libra que está em andamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *